Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

NO MUNDO DAS DIETAS, QUEM VENCEU FOI A DASH. VOCÊ CONHECE?



É, no mínimo, intrigante uma dieta tão pouco conhecida, pelo menos aos olhos dos brasileiros, ganhar o prêmio “americano” de melhor dieta.


Foi feito uma pesquisa nas redes de buscas da internet com os temas em inglês: melhor dieta, dieta fácil, melhor dieta de todas, melhor dieta de seguir e manter, melhor dieta para perder peso, dietas para diabetes, dietas para hipertensão, e outros temas seguindo esse contexto de alimentação e saúde.


E pasmem, a que ganhou no ranking foi a dieta DASH.


Eu já havia feito uma postagem sobre dieta DASH previamente, no meu blog, que a descrevia da seguinte forma: “Dieta DASH (Dietary Approach to Stop Hypertension), ou, em português, dieta direcionada a reduzir a hipertensão, indicada pela Associação Americana de Cardiologia, é rica em frutas, legumes e produtos lácteos, com baixo teor de gordura, pobre em gorduras saturadas, gorduras totais, grãos integrais, aves, frutos do mar, nozes e restrita em sódio, carne vermelha e carnes processadas, doces e açúcar”.


Pois é! Entre tantas, e acredite, são TANTAS dietas, que a queridinha da América foi ela, que recebe o apoio da ciência, o que é muito bom. Mas vejam quantas dietas estão sendo seguidas no momento:


DASH: já descrita;

Dieta do mediterrâneo: incentiva ingesta de grãos, frutas, peixes e bebidas alcoólicas de quantidade moderada, diariamente;


Paleozoica ou Low Carb: reduz os carboidratos, não permite industrializados e aumenta ingesta de proteínas e gorduras;


MIND (Mediterranean DASH Intervention for Neurodegenerative Delay): mistura de dieta


DASH com a do Mediterrâneo que promete ajudar na prevenção de doenças neurodegenerativas;


Contagem de pontos;


Ornish: redução de 10% do total de caloria da dieta tradicional e estimula exercícios;


Flexiterianos: comem apenas quando sentem fome;


Vegetarianos: restringe proteínas de origem animal;


Crudivorianos: alimenta-se essencialmente de alimentos crus, seja de origem animal ou vegetal; porem, se a opção for por apenas alimentos crus, de origem vegetal, o nome desse habito alimentar chama-se: Crudivegetarianos.


TLC (Terapeutic Lifestyle Changes): seu foco é reduzir os índices de colesterol sanguíneos através da alimentação e mudanças de estilo de vida;


Ducan ou dieta da proteína: permite industrializados, baixíssimos carboidratos e elevada proteína;


Cetose: permite industrializados, zera carboidratos e elevada proteína e gordura;


FMD (Fast mimicking diet) ou Jejum intermitente.


Mas acredite, todas elas têm algo em comum:

O INCENTIVO A MUDANÇA DE ESTILO DE VIDA.


Todas as dietas atuais não prometem milagre e incentivam os exercícios e busca de alimentos mais saudáveis. De forma que, na visão da endocrinologia, a melhor dieta é aquela que melhor se adéqua a sua rotina, suas crenças e seu paladar.


Um beijo e fiquem com Deus,


Dra. Lia Lima


Referencias:

DASH Diet wins top spot again. Medscape. Jan 04, 2017.

Para mais

informações

Agende uma

Consulta!