Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

A cafeína: amiga ou vilã?- Com Dra. Lia Lima

A cafeína: amiga ou vilã?

Você também pode estar assistindo essa postagem através de vídeo clicando abaixo:

A cafeína é encontrada na natureza, e, nas plantas possui a função de proteção contra os predadores, pois exala um aroma pouco atrativo aos insetos.


No entanto, nos seres humanos ela, aparentemente age como uma substancia com atividade estimulante, e muitos a consomem com essa intenção, pois notam que após o consumo de café ou outras bebidas e alimentos ricos em cafeína, tornam-se mais atentos, alertas e dispostos.


Como seria isso esse mecanismo?


A estrutura da cafeína é bastante semelhante a estrutura do aminoácido adenosina.


Esse aminoácido sinaliza que o corpo precisa desacelerar, deitar-se, dormir. No entanto, a cafeína, apesar de ter a estrutura semelhante a adenosina, não consegue produzir a função da mesma. Ou seja, quando a cafeína entra no receptor da adenosina, ela não emite nenhum sinal para o corpo, nem de dormir e nem de acordar. Apenas impede a ação da adenosina.


Assim, a cafeína não é um estimulante, e sim um farsante!



Pensando assim, se bebemos café durante o dia, ficamos mais alertas, por evitar que o sinal do sono chegue a nós, até aí, sem maldade.


Mas será saudável inibir o sono no horário natural de dormir? Acredito que não.


HORÁRIO: Assim, devemos evitar a ingesta de cafeína durante a noite, para que o sono seja de qualidade, sem interferência de substancias. Pois já sabemos que o sono está envolvido com variados processos para desenvolver doenças, por exemplo: a redução do sono aumenta o número de infartos e acidentes cérebro vasculares.


BENEFÍCIOS: A cafeína possui vários princípios benéficos e, portanto, com moderação pode ser ingerida, durante a manhã. Afinal, qualquer coisa em excesso, até amor, traz problemas.


A cafeína tem poder termogênica, ou seja, acelera a velocidade de reações do corpo e aumenta atenção, sendo utilizadas por muito atletas e treinadores para alcançar melhores rendimentos quando consumida na forma de cafeína anidra.


O consumo moderado de café está associado e menor incidência de Alzheimer, Parkinson e depressão. Há estudos recentes demonstrando a melhora do aprendizado com uso de cafeína, explicando sua relação com redução de Alzheimer.


Existem muitos efeitos benéficos da cafeína nos sistemas respiratório, cardiovascular, gastrointestinal, reprodutivo e nervoso central. Ela tem um efeito positivo na redução do risco de diabetes, doença de Alzheimer, doença de Parkinson e lesão hepática e, ao mesmo tempo, na melhora do humor, desempenho psicomotor e resposta imune.Por outro lado, os efeitos negativos da cafeína incluem dependência, câncer, doenças cardíacas, insônia, distúrbios gastrointestinais e intoxicação.


LIMITES: Uma xícara de café equivale cerca de 80mg cafeína.


A cafeína, quando consumida em grande quantidade, é prejudicial, portanto, de acordo com os órgãos reguladores, sua concentração não deve exceder o limite estabelecido.


A ingesta de até 300mg de cafeína, ao longo do dia, podem ser considerados valores dentro da segurança. Caso doses menores já tragam sintomas a você, como taquicardia, irritação e dores de cabeça, o ideal é respeitar as doses limites do seu organismo.


MOER: Para captar todos os benefícios que a cafeína pode te trazer, o ideal seria consumi-lo moído na hora do consumo, pois evita a oxidação das substancias contidas dentro do grão de café como: magnésio, potássio, manganês e suas substancias anti-inflamatórias, todos com benefícios adicionais do alimento, para a sua saúde.


Mas cuidado!


Uma xícara de café, aquele copinho de 50 ml, adoçado com açúcar não está valendo aqui hein! Quatro xicrinhas de café, adoçados com açúcar, equivalem uma fatia de pudim, em questão de calorias! Então, para vocês que passam o dia inteiro bebendo café adoçado, e julga um ato inocente, cuidado...


O ideal é consumir um grão orgânico, de qualidade, moído na hora do consumo, sem adoçar com nenhum tipo de edulcorantes.


Qual seu tipo de café? Como você gosta de preparar seu café? Gostou da postagem, fiquem espertos! Logo logo vem mais,



E se você gostou dessa postagem, não deixa de compartilhar nas redes sociais com seus amigos

Por hoje é isso, espero que gostem!


Muito Obrigada, Mil Beijos e Fiquem em Paz


Dra. Lia Lima


Referencias

KUMAR, Vikas et al. Caffeine: a boon or bane. Nutrition & Food Science, v. 48, n. 1, p. 61-75, 2018.

MEDNICK, Sara C. et al. Comparing the benefits of caffeine, naps and placebo on verbal, motor and perceptual memory. Behavioural brain research, v. 193, n. 1, p. 79-86, 2008.

Para mais

informações

Agende uma

Consulta!

Últimas Postagens

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Uma atuante no metabolismo funcional e low carb que tem o objetivo de utilizar e agregar a tecnologia como complemento do tratamento de pacientes com distúrbios metabólicos, prestar informações relevantes sobre as doenças metabólicas e propiciar um meio para compartilhamento de experiências no enfrentamento dessas doenças e incentiva-los na busca de qualidade de vida!

Dra Lia Lima

CLÍNICA

Edifício Bacelar Work Center, 
R. Dr. Bacelar, 368 - Vl Clementino, Cj 51
São Paulo - SP, 04026-001

WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.26
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.25
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.46
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.47
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.48
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.45
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44

Dra. Lia Lima -  Todos os direitos reservados. © 2016 

Tel.: (11) 3181-8283

(11) 97577-9922 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle