Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

Você conhece a SIBO?- Com Dra. Lia Lima

A SIBO:

É muito esclarecedor se você ler as postagens anteriores sobre o funcionamento normal do intestino e da formação e saúde da flora intestinal.



A SIBO é a sigla para Small Intestine Bacterial Overgrowth, seu nome então está associado ao super crescimento bacteriano do intestino delgado, podendo se estender até para o estomago.


Isso porque como vimos, o intestino delgado não costuma ser rico em bactérias, no entanto, algumas condições podem propiciar o crescimento inadequado nesta região, causando desconfortos no indivíduo e o que é pior, podendo chegas a não receber nenhum diagnóstico para a causa dos seus sintomas ou evoluir para doenças intestinais mais graves.


Só para lembrar: o alimento passa pelo seguinte trajeto: estomago, segue no intestino delgado (duodeno -> jejuno -> íleo) e em seguida para intestino grosso (cólon ascendente -> cólon transverso -> cólon descendente-> reto).

COMO O CORPO SE PROTEGE DA SIBO?

Na população saudável não há crescimento bacteriano nessas áreas (intestino delgado e estomago) porque nelas há a presença de secreção de sucos gástricos e pancreáticos, responsáveis pela digestão, que impossibilitam a proliferação bacteriana, pois essas secreções apresentam características antimicrobianas.


O movimento dos músculos intestinais também é outro mecanismo que impede o crescimento bacteriano em regiões ascendentes (anteriores) do intestino.


Além disso, existe a válvula íleo-cecal que impede o refluxo do bolo fecal (que poderia trazer de forma retrograda as bactérias), e reduz a chance de proliferação da flora intestinal na região superior do intestino.

QUAIS AS CONDIÇÕES QUE PREDISPÕEM A SIBO?

Entendendo tudo isso, qualquer condição que reduza a secreção dos sucos intestinais e que alteram a forma de movimentação intestinal, promovem o crescimento bacteriano anormal e ascendente, vejam:


Hipocloridria (Baixo ácido do estômago)


Deficiência de enzima pancreática e/ou biliar


Diminuição da mobilidade no intestino delgado (constipação por exemplo)


Obstruções do intestino delgado (aderências e diverticulite)


Um episódio de gastroenterite (intoxicação alimentar, diarreia de viajantes)


Medicamentos como opiáceos e inibidores da bomba de prótons (ranitidina, omeprazol, pantoprazol..). Ou seja, medicações para dor grave e tratamento de dispepsia (azias, acidez gástrica) podem causar um outro problema, sendo a SIBO, uma delas.


Qualquer doença que diminua a mobilidade (Diabetes, Esclerodermia, Hipotireoidismo).

Atenção: Sabemos que as doenças auto imunes estão relacionadas a uma flora intestinal não saudável. De forma que existe um grande questionamento se são as doenças auto-imunes, pioradas pela flora não saudável, que propiciam o crescimento dessa flora "ruim" para regiões ascendentes do intestino como intestino delgado e estomago, levando ao desenvolvimento da SIBO ou se é a SIBO que predispõe o distúrbio imunológico.

QUAIS OS SINTOMAS DA SIBO?

Como já citado, a flora intestinal cumpre inúmeras funções benéficas à saúde, através da sua capacidade de fermentar partículas de alimentos não digeridas. Se, na SIBO, essas bactérias estão residindo áreas mais superiores do intestino (delgado e/ou estomago), é natural que lá se apresentem as suas reações e suas substâncias excretadas. Entre as substâncias lá presentes mais frequentes estão o gás hidrogênio e metano, podendo causar sintomas clínicos e ajudar no exame de investigação diagnóstica.



inchaço, distensão

flatulência, eructos

dor abdominal, desconforto ou cólicas

constipação, diarréia ou uma mistura dos dois

azia, náusea, refluxo

COMO SEI QUE TENHO SIBO?

Através do teste de hidrogênio/metano expirado. Que consiste em avaliar os gazes eliminados através da expiração humana. Se presentes gazes que são derivadas da flora intestinal, que não deveria existir na expiração, é porque elas podem estar residindo em áreas inadequadas.


Esses testes existem há anos, porém, não eram muito usados.

Qual a base do teste de hidrogênio expirado e para que condições é solicitada?

O gás hidrogênio é produzido pelas bactérias intestinais. Estas bactérias produzem uma maior quantidade deste gás quando o carboidrato que ingerimos não é devidamente absorvido pelo intestino delgado, sendo fermentado e causando sintomas. Uma parte desses gases é expelida através de flatus e outra parte é absorvida pelos intestinos, passa para a corrente sanguínea e é exalado pelos pulmões durante o processo respiratório. Outra situação é quando há super crescimento bacteriano em regiões do intestino delgado, que promove, de forma exagerada, a fermentaçãoo desses alimentos, aumentando a secreção de gazes.


A única fonte do gás hidrogênio é através da fermentação bacteriana.


Cerca de 15% da população não exala hidrogênio, pois apresenta tipos específicos e exclusivos de bactérias que transformam o hidrogênio em metano, por isso, que o melhor exame é o teste de hidrogênio e metano na expiração. Os gases expirados são facilmente detectados por equipamentos específicos.



Vale lembrar que se a ingestão de fibras e alimentos facilmente fermentáveis for diminuída por 24 horas, a maioria das pessoas não apresentará gás hidrogênio na expiração.


Um aumento do hidrogênio e metano na expiração após a ingestão de um determinado tipo de açúcar indica que esta substância não está sendo totalmente absorvida pelo organismo e/ou existe uma alteração da microbiota intestinal (disbiose).

COMO MELHORAR A SIBO DE FORMA NATURAL?

Se você acha que sofre desses sintomas e dessa doença, porque não começar com medidas que podem te ajudar? Casos elas não sejam suficientes, procure um especialista.




Evite alimentos processados, pois elas propiciam o crescimento da flora "ruim"


reduza as porções alimentares para ajudar no transito fecal correto


Evite FOODMAPS: que são alimentos ricos em carboidratos não digeridos pelo intestino mas sim pela flora intestinal, e se você sofre de SIBO deveria evitá-los. Lista de FOODMAPS mais comuns é extensa, será tema de uma nova postagem.


Consuma alimentos ricos em fibras porém de baixo carboidratos como hortaliças, legumes como: beringela, abobrinha, pepino, brócolis, couve-flor, repolho. Elas alimentam a flora intestinal saudável.


Aguarde seu médico prescrever enzimas ou medicações.




Por hoje é só pessoal, espero que essa postagem tenha sido esclarecedora e contribuído à sua saúde.


Por hoje é isso!


Muito Obrigada, Mil Beijos e Fiquem em Paz


Dra. Lia Lima

E se você gostou dessa postagem, não deixa de compartilhar nas redes sociais com seus amigos!

Referencias:

PAIXÃO, Ludmilla Araújo; DOS SANTOS CASTRO, Fabiola Fernandes. Colonização da microbiota intestinal e sua influência na saúde do hospedeiro-doi: 10.5102/ucs. v14i1. 3629. Universitas: Ciências da Saúde, v. 14, n. 1, p. 85-96, 2016.

Khalighi, A.R. et al. “Evaluating the Efficacy of Probiotic on Treatment in Patients with Small Intestinal Bacterial Overgrowth (SIBO) - A Pilot Study.”The Indian Journal of Medical Research 140.5 (2014): 604–608.

https://www.digestivewellness.com.au/conditions/sibo/

https://www.t4h.com.br/bioeletronica/educacao/noticias/teste-respiratorio-com-hidrogenio-exalado-pode-identificar-intolerancia-a-lactose/

Para mais

informações

Agende uma

Consulta!

Últimas Postagens

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Uma atuante no metabolismo funcional e low carb que tem o objetivo de utilizar e agregar a tecnologia como complemento do tratamento de pacientes com distúrbios metabólicos, prestar informações relevantes sobre as doenças metabólicas e propiciar um meio para compartilhamento de experiências no enfrentamento dessas doenças e incentiva-los na busca de qualidade de vida!

Dra Lia Lima

CLÍNICA

Edifício Bacelar Work Center, 
R. Dr. Bacelar, 368 - Vl Clementino, Cj 51
São Paulo - SP, 04026-001

WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.26
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.25
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.46
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.47
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.48
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.45
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44

Dra. Lia Lima -  Todos os direitos reservados. © 2016 

Tel.: (11) 3181-8283

(11) 97577-9922 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle