Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

Da Ergoespirometria ao Treino- Com Dra. Lia Lima


PREPARAÇÃO DE ATIVIDADE FÍSICA


Preparando uma atividade Física com a ajuda de exames laboratoriais, podemos otimizar o tempo de exercício físico, que está cada vez mais escasso. O médico, em conjunto com o educador físico, deve estabelecer a formação de exercícios adequados para o indivíduo. Este programa deve ser composto pelos seguintes parâmetros:


Tipo

Duração

Freqüência

Intensidade


Alem disso, durante a pratica de qualquer atividade física é importante seguir uma estruturação básica: é importante que em cada seção de exercícios deva estar incluso o aquecimento (5 a 10 min) seguido do alongamento dos músculos que serão utilizados, condicionamento ou fase de treinamento (variável), desaquecimento (5 a 10 min) e finalizando com alongamento dos músculos utilizados (5 a 10 min).



PROGRAMANDO AS CARACTERÍSTICAS DO TREINO



1.Tipo de Atividade Física: escolher a atividade que melhor se adapta ao paciente, ou seja, aquela que se tem mais satisfação na hora de praticar;

2.Duração: tempo de execução da atividade física.


Deve-se programar uma rotina de exercícios dependendo dos objetivos do individuo.


Se o objetivo é ser uma pessoa ativa, cujo os benefícios são: promoção de qualidade de vida, proteção de doenças cardiovasculares, extensão do tempo de vida. Deve-se programar a duração semanal de atividade físicas em 150 minutos semanais.


Se o objetivo é perda de peso, esse tempo total aumenta para 200 a 300 minutos por semana.

3. Freqüência: número de vezes ou seções que se deve praticar durante a semana. A frequência é estipulada através do tempo disponível na rotina do indivíduo.


Sabe-se que treinos praticados em menor tempo com maior frequência apresentam melhores resultados em rendimento e proteção cardiovascular, no entanto, nem todos dispõem desse tempo.


O que se observa é que mesmo pessoas que realizam exercícios apenas aos finais de semana (por dispor de tempo apenas nesse período) também conseguem melhorar os exames de laboratórios e estender o tempo e a qualidade de vida.

4.Intensidade: está relacionada com o esforço realizado (fraco, moderado e intenso).


Estudos tem mostrado que os treinos devem ser permanecidos na intensidade acima de moderado para obter mudanças benéficas nos exames laboratoriais a fim de proteção de doenças cardiovasculares.


A intensidade pode ser mensurada pela frequência cardíaca de treinamento (FCT) durante o exercício físico.


Para o cálculo da FTC há várias formulas e tabelas, ainda controverso de qual o melhor calculo, uma delas se dá através da fórmula de Karvonen.


Para esse calculo deve-se seguir três passos:


Passo 1: Descobrir a Frequência Cardíaca Máxima (FCM)


O exame de ergoespirometria oferece a FCM dependendo do tipo de treino que a pessoa deseja fazer. Tendo esse valor, segue o cálculo.


Passo 2: estimar a Frequência Cardíaca de Reserva (FCR).


Com o paciente em repouso de 5 minutos, calcular a frequência cardíaca daquele momento. Em seguida estimar a Frequência de Reserva

FCR: FCmáxima – FC de repouso


Passo 3: Utilizar a Formula de Karvonen:


Calcular a Frequência Cardíaca de Treinamento (FCT) pela Formula de Karvonen:


FCT = FCR X percentual de treinamento + FC de repouso


O percentual de treinamento varia com a tabela abaixo, dependendo do tipo de treino que o individuo deseja.

(ACSM – fonte: Filho, José Fernandes, 1999)

Exemplo:


Paciente, sedentário, jovem de 35 anos, FC repouso de 70 bpm (batimentos por minuto) que deseja iniciar atividade física cujo objetivo maior, no momento, é a perda de peso (zona 03 da tabela acima) com ergoespirometria de FCmax: 192 bpm.


FC reserva: ( FC Max – FC repouso) = 192-70 = 122 bpm


FCT = ( FC Max – FC de repouso) X percentual de treinamento + FC de repouso

= ( 192 – 70 ) x 60% + 70 = 143 bpm (limite inferior) = ( 192 – 70 ) x 70% + 70 = 155 bpm (limite superior)


Sendo assim, esse paciente deve permanecer na fase ativa do treino com a FC entre 143 - 155bpm, de treinos aeróbicos como corrida, natação, spining ou ginástica.

O treino deve ter duração de 200 a 300 minutos semanais. Aliado a uma alimentação otimizada e uma avaliação clínica e laboratorial esse indivíduo certamente alcançará resultados impressionantes a sua saúde.


Você já otimizou a sua?

E se você gostou dessa postagem, não deixa de compartilhar nas redes sociais com seus amigos!

Para mais

informações

Agende uma

Consulta!

Últimas Postagens

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Uma atuante no metabolismo funcional e low carb que tem o objetivo de utilizar e agregar a tecnologia como complemento do tratamento de pacientes com distúrbios metabólicos, prestar informações relevantes sobre as doenças metabólicas e propiciar um meio para compartilhamento de experiências no enfrentamento dessas doenças e incentiva-los na busca de qualidade de vida!

Dra Lia Lima

CLÍNICA

Edifício Bacelar Work Center, 
R. Dr. Bacelar, 368 - Vl Clementino, Cj 51
São Paulo - SP, 04026-001

WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.26
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.25
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.46
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.47
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.48
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.45
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44

Dra. Lia Lima -  Todos os direitos reservados. © 2016 

Tel.: (11) 3181-8283

(11) 97577-9922 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle