Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

Entenda a Hemoglobia Glicada - Com Dra Lia Lima

O diagnóstico, tratamento e acompanhamento de diabetes é uma verdadeira atividade de quebra cabeça, sendo necessário a utilização e interpretação de diferentes exames de sangue. Além da glicemia de jejum, é rotina incluir a avaliação do exame de hemoglobina glicada no acompanhamento de diabéticos e inclusive não diabéticos.



A pergunta de hoje é: Você sabe o que é hemoglobina glicada?


No período escolar, aprendemos que as hemácias são células que circulam dentro dos vasos sanguíneos, cuja principal função é ofertar oxigênio para as células. A hemoglobina é uma estrutura das hemácias. O oxigênio é vital para que as reações dentro das células de todo o corpo ocorram, assim como a presença de água também.


Mudando de assunto rapidinho: Para oferecer oxigênio ao corpo então, precisamos respirar com a presença de um sistema respiratório e circulatório saudável. Mas para oferecer água, precisamos ingerir água, mesmo que sem sede. Fique esperto quanto a sua ingesta de água!


Voltando ao assunto de hoje que é diabetes, glicose e o exame laboratorial chamado hemoglobina glicada...


As hemácias têm uma vida média de 120 dias. Ou seja, desde o dia em que elas ficaram maduras e chegaram na corrente sanguínea para realizar sua principal função, elas possuem um tempo de circulação e atividade em torno de 120 dias dentro da corrente sanguínea. Quando elas envelhecem, o baço identifica a presença dessas células velhas e programa sua morte e seu descarte.


Durante o tempo de vida no interior da corrente sanguínea, a hemoglobina (que é uma estrutura das hemácias) reage com a glicose que está circulante e livre naquele fluido, através da reação de glicação. É como se a glicose tivesse uma ação de “cola” com a hemoglobina. Assim, quanto mais velha é a hemoglobina, mais colada com a glicose ela será.


A glicose não precisa da hemoglobina para chegar até as células, como eu citei antes, tal como ocorre com o oxigênio, mas acaba que ela cola nessas células vermelhas. Interessante é que quando ocorre essa fusão não se desfaz mais. Ou seja, é natural de entender que a glicação ocorre quando a glicose sanguínea está sobrando, sendo as hemácias um local de captura de excesso de glicose.


Simplificando, a hemoglobina sintetizada pelo organismo é pura, enquanto a hemoglobina glicada é mais velha e passou pelo processo de glicação (ligação com a glicose).

O que é a sigla HbA1c?


Existem vários tipos de hemoglobinas que são representadas pela sigla Hb adicionadas a outras letras que vão classificando as hemoglobinas.


A hemoglobina do tipo A1c é a que ficou sendo a referência para acompanhamento do açúcar (glicose) do individuo em questão.


O que representa o exame de hemoglobina glicada?


Entendendo as informações anteriores, agora fica mais fácil de entender o que esse exame representa.


Se as hemácias fazem uma ligação fixa com a glicose e isso só costuma ocorrer quando a glicose do sangue estiver elevada, a dosagem de hemoglobina glicada traduz se nos últimos 120 dias (três meses) houve momentos de aumento de glicose no sangue.


Nem todas hemoglobinas estarão igualmente glicadas. Algumas mais ricas em glicose por que serão mais velhas e outras menos ricas em glicose. Sendo assim, o exame também estima uma média de glicose na corrente sanguínea através da média dos valores de glicação. Ou seja, identifica a hemoglobina menos glicada e a mais glicada de todas e faz a média. Isso estima uma média de glicose na corrente sanguínea.


Tá, mas não é somente uma média aritmética simples. Na verdade, ele é estimado através da formula abaixo


Este cálculo é realizado em cima da seguinte fórmula:

Glicose média estimada = 28,7 × Hb A1c – 46,7


(Essa informação serve apenas de conhecimento, por que já vem tudo calculado no resultado do exame)


Concluindo..


O exame de hemoglobina glicada nos responde algumas perguntas:


1- Como esteve a glicose desse paciente nos últimos três meses?

2- Qual a média de glicose se permaneceu nos últimos três meses dessa pessoa?

3- Essa pessoa tem diabetes?

Podemos dar diagnostico com os resultados de HbA1c

4- Essa pessoa com diabetes está com os valores de HbA1c no alvo?

Com esse exame também podemos estipular metas de resultados indicativos de sucesso no tratamento de diabetes.

5- A medicação prescrita está controlando bem o diabetes?

Esse exame ajuda avaliar a eficácia dos medicamentos sobre a doença.


Algumas situações enganam o exame de HbA1c, tais como:

  • Anemia por deficiência de ferro, b12 ou acido fólico

  • Doenças de células vermelhas: anemia falciforme, talassemias, leucemias

  • Hemorragias

  • Transfusão de sangue

  • Insuficiência renal

  • Hemodiálise

  • Gestação

  • Hipoglicemia


Valores de referência para diagnóstico da diabetes


  • Entre 4,5% e 5,6%: hemoglobina glicada está dentro do normal, sem alteração e indica a ausência de diabetes;

  • Entre 5,7% e 6,4%: este valor indica um quadro de pré-diabetes, alteração metabólica que pode vir a evoluir para diabetes propriamente dita;

  • Igual ou superior a 6,5%: possível presença de diabetes, o que sugere a repetição do exame para confirmação do diagnóstico.


Valores de referência para controle da diabetes


  • Entre 4% a 6%: diabetes está totalmente controlada, o paciente está seguindo a prescrição médica e dieta indicada;

  • Entre 6% a 7%: diabetes parcialmente controlada, a medicação está conseguindo amenizar a diabetes e deve ser mantida;

  • Maior que 7%: diabetes mal controlada, deve ser trocada a medicação ou reformulado o sistema do tratamento, que inclui dieta e hábitos do paciente. Foram encontrados em estudos que valores de hemoglobina glicada acima de 7% estaria associado a maior chance de eventos cardiovasculares e por isso essa referencia.

Esses resultados não devem ser fixados para todos os tipos de pacientes uma vez que para gestantes, crianças, idosos e até pessoas com idade de diabetes muito longa podem ter metas de hemoglobina glicada diferente.


Observe que um resultado de HbA1c menor que 6%, mesmo que considerado bons, a média da glicemia ainda é maior que 100mg/dl e veja também que a variação de 7% para 6%, quando a pessoa reduz 1% de HbA1c, ela está reduzindo uma média de glicose sanguínea de 150mg/dl para 115mg/dl, resultado bastante expressivos.

Entendendo a glicemia estimada


Observe que um resultado de HbA1c menor que 6%, mesmo que considerado bons, a média da glicemia ainda é maior que 100mg/dl e veja também que a variação de 7% para 6%, quando a pessoa reduz 1% de HbA1c, ela está reduzindo uma média de glicose sanguínea de 150mg/dl para 115mg/dl, resultado bastante expressivos.


Hemoglobina glicada alta: como baixar?

  • Fazer uma dieta com baixo consumo de carboidratos - Low Carb;

  • Manter o consumo de vegetais com coloração verde, como brócolis, hortaliças e couve-flor;

  • Praticar atividades físicas regularmente;

  • Buscar não descontrolar na alimentação;

  • Ter uma boa adesão ao tratamento medicamentoso.





TEM EBOOK GRATUITO DE DIABETES E REDUÇÃO DE CARBOIDRATOS, BAIXE AQUI!









Por hoje é isso!

Espero que tenham gostado e entendido. Qualquer dúvida, comenta aqui e não deixa de compartilhar informação, pois pode ajuda a muita gente!

Muito Obrigada, Mil Beijos e Fiquem em Paz

Dra. Lia Lima


Referencias:


ATUALIZAÇÃO SOBRE HEMOGLOBINA GLICADA (A1C) PARA AVALIAÇÃO DO CONTROLE GLICÊMICO E PARA O DIAGNÓSTICO DO DIABETES: ASPECTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS. POSICIONAMENTO OFICIA L 3ª EDIÇÃO 2009. http://www.sbpc.org.br/upload/conteudo/320110603170201.pdf


ATUALIZAÇÃO SOBRE HEMOGLOBINA GLICADA (A1C) PARA AVALIAÇÃO DO CONTROLE GLICÊMICO E PARA O DIAGNÓSTICO DO DIABETES: ASPECTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS. Posicionamento Oficial SBD, SBPC-ML, SBEM e FENAD 2017/2018. http://www.diabetes.org.br/publico/images/banners/posicionamento-3-2.pdf


Para mais

informações

Agende uma

Consulta!

Últimas Postagens

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Uma atuante no metabolismo funcional e low carb que tem o objetivo de utilizar e agregar a tecnologia como complemento do tratamento de pacientes com distúrbios metabólicos, prestar informações relevantes sobre as doenças metabólicas e propiciar um meio para compartilhamento de experiências no enfrentamento dessas doenças e incentiva-los na busca de qualidade de vida!

Dra Lia Lima

CLÍNICA

Edifício Bacelar Work Center, 
R. Dr. Bacelar, 368 - Vl Clementino, Cj 51
São Paulo - SP, 04026-001

WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.26
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.25
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.46
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.47
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.48
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.45
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44

Dra. Lia Lima -  Todos os direitos reservados. © 2016 

Tel.: (11) 3181-8283

(11) 97577-9922 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle