Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

Alimentos Quem Adoecem - Com Dra. Lia Lima

Atenção, prepara papel e caneta para anotações por que hoje nos vamos falar sobre alimentos que adoecem.


Você já parou para pensar que existem doenças inflamatórias e crônicas que a medicina não sabe explicar como e nem por que ela ocorre? São doenças como fibromialgia, enxaquecas, canceres, depressões, e elas são classificadas como doenças da vida moderna.


Doenças da vida moderna? Sim! Isso se dá por que não há registros na vida antiga (paleolítica, era das cavernas) dessas doenças acimas citadas.

Agora que você recebeu essa informação, fica claro para você que existem doenças na vida que levamos que são frutos dos hábitos que tomamos e dos alimentos que comemos?


Concorda comigo? Se sim, vamos seguir esse raciocínio. Então significa que você pode estar contribuindo para formação de doenças simplesmente porque quer, certo?


Como podemos então mudar isso?


Muito simples! Basta você receber conhecimento (desse post) e através dele, refletir sobre determinados alimentos que você possa estar levando para sua casa e ingerindo junto a sua família. Então como eu te disse, papel e caneta na mão para anotar tudinho que descrevo abaixo


Os 10 alimentos que adoecem:

1-Margarina:


A primeira informação sobre a margarina é de que ela nem é classificada como alimento, uma vez que ela não é um produto originado da natureza. Ela é um industrializado puro, então ela é uma substância e não um alimento.


Esse produto é altamente processado, carregado de ingredientes artificiais e feito com óleos vegetais industriais que foram hidrogenados para o produto se tornar sólido, o que caracteriza a gordura trans.


Entenderam? Ela é um transformado de gorduras vegetais (até aí, ok) em substâncias químicas não presente na natureza, chamado de gordura trans (esse que não é alimento).

Margarina não é e nunca foi algo sequer próximo de comida.



2. Embutidos:



Linguiça, salsicha, mortadela e salame são alguns dos exemplos mais famosos de embutidos que têm quantidades altíssimas de sódio e gorduras, sem citar que são ricos em aditivos químicos como emulsificantes, estabilizantes, aromatizantes, flavorizantes.


Essas substâncias adicionadas são úteis para conservar, dar gosto e melhorar a aparência do alimento, também causam prejuízos à saúde, podendo desencadear reações alérgicas em pessoas sensíveis, entre várias outras consequências.


O pior aditivo desses alimentos são as substancias químicas que apresentam Nitrogênio conhecidos como nitritos e nitratos, que no estômago, se transformam em nitrosaminas.


De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estas nitrosaminas têm forte ação cancerígena levando a altos índices de câncer no estômago entre pessoas que consomem alimentos contendo os nitritos e nitratos com frequência.


Então mas não para por aí..


As nitrosaminas podem ser encontradas na maioria dos alimentos, por que a água utilizada para sua irrigação está carregada dessas moléculas cancerígenas, sem falar que os pesticidas também.


Portanto, há nitritos e nitratos na maioria das frutas e vegetais, e essa informação pode te passar uma sensação de fracasso. Não se desespere, o veneno está na dose do consumo, de forma que se você preferir alimentos orgânicos e retirar os alimentos “entupidos” de nitrosaminas como os embutidos, muita diferença seu organismo irá notar.



3. Sorvete, Cerveja e Gelatina



O que esses alimentos têm em comum: a caloria vazia. As calorias vazias são comidas de maior valor calórico, mas com pouco ou nenhum valor nutricional.


O sorvete por exemplo é uma combinação de açúcares, caloria vazia, gorduras trans, emulsificantes e corantes, que levam ao aumento a insulina e da gordura adiposa.



A cerveja é rica em caloria (1g de álcool tem mais caloria que 1g de açúcar) e zero nutriente.


A gelatina é resultado da trituração do joelho do porco com os químicos como emulsificantes, corantes, aromatizantes e adoçantes. De vantagem somente o colágeno que pode ser adquirido em varias outras formas de alimentos. Em geral é caloria vazia pura.


4. Glúten



O glúten é um composto de proteínas encontrado na farinha de trigo, na aveia, no centeio, na cevada e no malte. Ele é toxico para pessoas alérgicas ao glúten, os celíacos, e aos intolerantes ao glúten.


Os sintomas mais comuns são diarreia, dor, distensão abdominal e inchaço”, comum ter perda de peso. intolerância ou sensibilidade ao glúten são palavras utilizadas para pacientes que apresentam mal-estar ao consumir alimentos com glúten e que não são celíacos. O problema do trigo está na fonte do seu carboidrato e não na fonte da sua proteína. O que está te inchando é o açúcar, que fermenta e não a proteína.


Pessoas que não têm problema com o glúten podem consumi-lo com moderação.


Observou-se que dieta pobre em glúten pode levar a uma dieta pobre em fibras.


5. Alimentos congelados


Quando falamos de alimentos congelados, você precisa entender que existem dois tipos diferentes de alimentos congelados: Alimentos congelados industrializados e os alimentos congelados preparados artesanalmente (caseiro), e eles são diferentes e nem todos congelamentos fazem mal.


Alimentos não processados ou minimamente processados

São aqueles que não sofrem alteração ou que passam por processos que ainda mantêm suas principais características nutricionais e que não agregam ou introduzem novas substâncias ao alimento original.


Eles incluem arroz, feijão, carnes, peixes, legumes e verduras, frutas, cogumelos, leite fresco ou pasteurizado, ovos e café. Podem ser congelados e manter seus nutrientes.

Alimentos congelados da forma correta (caseiros) perdem pouquíssimos nutrientes em relação aos frescos. Os alimentos, mesmo congelados, sofrem oxidação. Dica para prolongar a conservação: manter a temperatura do freezer baixa, bom ter menos que 18ºC.

Cada alimento tem um tempo de conservação. O ideal é por ainda morno ou até no máximo duas horas depois de servido. Não deixar exposto, em panelas destampadas.


Produtos alimentícios prontos para consumo (incluindo os ultraprocessados)

Tudo o que é muito processado. São comuns em quase todas as casas: pães (até o integral), biscoitos, bolos, sorvetes, chocolates, barras de cereal, refrigerantes, pratos pré-preparados (aqueles congelados de supermercado), hambúrgueres, produtos enlatados, sopas prontas, requeijão, margarina.



6. BPA- Bisfenol-A




Trata-se de um composto utilizado na fabricação do policarbonato (polímero com alta resistência térmica e mecânica). Ou seja, isso também não é alimento e sim uma substância química, mas como pode estar sendo consumida por você, ela entra na lista dessa postagem.


São vários os produtos feitos de policarbonato: mamadeiras, copos, tapewares, embalagens metálicas para alimentos, papel-filme, equipamentos esportivos, selantes usados em odontologia, CDs, DVDs e inúmeros outros produtos que possuem plástico em sua composição ou necessitam de um isolamento. O problema do policarbonato está relacionado somente às embalagens que usamos para acondicionar alimentos. Uma curiosidade que poucas pessoas conhecem sobre essa toxina, é que ela pode ser liberada mais de 50 vezes mais rápido quando entra em contato com o calor, seja o calor do micro-ondas, da máquina de lavar louça, da água quente ou até dos alimentos e bebidas quentes. Por isso é necessário muito cuidado na hora de usar essas vasilhas, especialmente se esquentadas.


O BPA é considerado uma molécula da classe dos disruptores endócrinos. Essa turma engloba os compostos que são encontrados disponíveis na natureza (industrial ou não) que imitam a função de hormônios humanos e causam alguma ação dentro do corpo.


O BPA é um xenoestrógeno, isto significa, que ele confunde os receptores celulares no organismo e se comporta de forma parecida à dos estrógenos naturais, que são os hormônios de características femininas.


Para reduzir o consumo de BPA, evite ao máximo o uso de plásticos em utensílios domésticos.


7. Açúcar


O açúcar quando consumido em demasia causa resistência à insulina, o que está associada à doença hepática gordurosa não alcoólica, obesidade, síndrome do ovário policístico, bem como a várias doenças graves, incluindo as cardíacas e diabetes tipo 2.


A Grosso modo, a diferença entre o açúcar e drogas como a cocaína e a heroína, é que as drogas são alucinógenas. Isso porque os mecanismos de ação são praticamente os mesmos, se formos analisar a área cerebral onde todos eles atuam.


Mas com o açúcar é pior, porque:

1- Ele não tem o estigma de droga. Então consumir açúcar é aceitável.

2- Ele tem poder viciante estimado em 8x mais do que cocaína e heroína.


A dica é começar reduzindo o excesso de açucares e fonte de açucares da sua alimentação.


8. Salgadinho de milho, chips.


Desde que existem alimentos transgénicos a maior parte do milho que comemos não é comida.

Isso porque o milho, assim como o trigo, possui modificação da sua constituição essencial, promovida pelo homem. O milho é o alimento mais vendido pela agro-indústria e sendo assim, foi necessário criar uma semente que possa reproduzir mesmo sob condições ambientais extremas. Este alimento pode causar flutuação dos níveis de açúcar no sangue, lavando a mudanças de humor, ganho de peso e irritabilidade. Além disso, a maior parte desses salgadinhos é frito em óleo.


9. Adoçantes



Os adoçantes, ou edulcorantes, tornaram-se uma das formas pelas quais conseguimos consumir uma maior variedade de produtos gostosos, sem ingerir calorias em excesso.

Eles costumam estar entre os vilões para a saúde, mas poucos estudos patrocinam essas descobertas. Elas continuam sendo exaustivamente estudadas. Por todas as razões e interesses. você pode entender tudo sobre os adoçantes em outras postagens minhas, clicando aqui.


10. Refrigerantes



Falar que refrigerante faz mal parece piegas para você? Mesmo com tantos alertas, ainda é alto o número de vendas dessa bebida, sendo a segunda bebida mais vendida no mundo, perdendo apenas para a venda de água.


Será que você sabe exatamente os riscos do consumo dos refrigerantes? Entre muitos, os mais importantes são o excesso de açucares, corantes, aromatizantes, conservantes, sódio, cafeína.


Uma lata de refrigerante (350 ml) tem cerca de 10 colheres de chá de açúcar, quantidade que corresponde a 100% do que é recomendado diariamente. Esse doce nessa dose poderia causar até vômitos, mas isso não acontece devido à presença do ácido fosfórico que reduz esse gosto. Sem falar dos malefícios causado pelo excesso de açucares na corrente sanguínea que levam a grande liberação de insulina pelo pâncreas

Além disso, há um excesso de concentração de cafeína e sua absorção pelo organismo é completa. As pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe e as propriedades diuréticas da cafeína entram em ação.


Essa diurese promove a eliminação de cálcio, magnésio e zinco, nutrientes essenciais para o funcionamento de vários órgãos, como coração, e ossos. Entre as consequências são osteoporose, pressão elevada, aumento de peso, refluxo gastro-esofágico, entre outras mais.


Leitores queridos, por hoje é isso. Espero que gostem e que esse material te ajude a modificar hábitos para melhor, sempre.


Não deixa de fazer um feedback da sua avaliação dessa postagem e se você concorda, como eu, que essas dicas são mágicas para mudar hábitos, não deixa de compartilhar!


Muito obrigada, mil Beijos e Fiquem em Paz

Dra Lia Lima


Para mais

informações

Agende uma

Consulta!

Últimas Postagens

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Uma atuante no metabolismo funcional e low carb que tem o objetivo de utilizar e agregar a tecnologia como complemento do tratamento de pacientes com distúrbios metabólicos, prestar informações relevantes sobre as doenças metabólicas e propiciar um meio para compartilhamento de experiências no enfrentamento dessas doenças e incentiva-los na busca de qualidade de vida!

Dra Lia Lima

CLÍNICA

Edifício Bacelar Work Center, 
R. Dr. Bacelar, 368 - Vl Clementino, Cj 51
São Paulo - SP, 04026-001

WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.26
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.25
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.46
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.47
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.48
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.45
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44

Dra. Lia Lima -  Todos os direitos reservados. © 2016 

Tel.: (11) 3181-8283

(11) 97577-9922 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle