Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

Por que Estamos Adoecendo (2)? Dra Lia Lima Explica


Por que Estamos Adoecendo ?


A sobrevivência é a lei que rege a natureza humana. Sempre nos assustamos quando o assunto é a escassez de alimentos, energia ou qualquer comportamento que domine a vida, como doenças, assassinatos, entre outros. A impressão é de terror, pavor e medo.


Contemporâneo a isso é também a abundancia, mas a isso não ficamos atentos porque o natural da espécie é estar alerta para aquilo que impeça a sobrevivência.


A sociedade moderna goza avanços quando o assunto é medicina. Muito evoluiu em conhecimento, medicações e tecnologia. Medicações e exames com preços mais acessíveis e atenção da profissão médica em prevenção como vacinas, exames e educação, prologaram a vida e hoje a espécie atinge idade avançadas e atingidas por poucos, na antiguidade.


Dessa forma, vocês concordam que deveríamos estar mais saudáveis? Então por que estamos tão doentes? Por que a diabetes, obesidade, Alzheimer, câncer, hipertensão e Parkinson, doenças auto imunes são doenças especuladas a só aumentar, nos próximos anos? O que estamos fazendo que vai contra o óbvio?


É simples, e eu vou explicar para vocês.


Papel e caneta na mão para você deixar de ser o óbvio e ir contra expectativa em adoecer, prevista na sua vida de forma precoce. Nessa postagem você vai aprender o que fazer, sem remédios, que podem prolongar a sua vida, através do conhecimento e atitudes a seu favor.


Estamos adoecendo pela soma de ignorância com irresponsabilidade pessoal.


A ignorância é a falta do conhecimento, e uma vez que você receber durante a leitura dessa postagem, você se torna corresponsável pela informação adquirida em relação ao o que você quer ser e usufruir da sua saúde.


A irresponsabilidade é derivada da negligência humana em viver o hoje, sem pensar nas consequências de amanhã, tomando atitudes que trazem prazer momentâneo, mas que são letais ao longo prazo.


Estamos doentes pela soma de (abaixo) -------> Onde encontrar orientação profissional?


Desidratação + ------------> medicina preventiva

Intoxicação em substancias + ------------> medicina ortomolecular

Má alimentação + ------------> medicina low carb / paleo

Hábitos letais+ -------------> medicina preventiva

Desajuste energético. -------------> medicina quântica


Hoje vou falar da influência da intoxicação em relação a sua saúde. As postagens seguintes serão a continuidade dessa postagem, essa é a número dois de uma série de cinco, pois tem muito assunto para discutir, não deixe de fazer suas anotações!


Intoxicação em substancias


Você acha que não consome toxina?


Então reflita sobre a quantidade de agrotóxicos que seus alimentos recebem, da água que irriga esses alimentos, o excesso de flúor na água e na pasta de dente, o excesso de alumínio advindo de desodorantes e de panelas inadequadas. Outros metais pesados, como mercúrio, presentes nos peixes de cativeiro e amálgamas de dentes, nos antibióticos adicionados na vaca que impregnam leite e sua musculatura, os hormônios presentes na aves, os conservantes, corantes, aromatizantes, estabilizantes e tantos outros químicos não encontrados na natureza, que são adicionados aos seus alimentos e produtos que você utiliza. Fique atento!


Esses aditivos são consumidos diariamente, em pequenas quantidades, porém se somados, fazem uma boa bagunça, sendo assim, é necessário excretá-los, e o corpo não está preparado para tamanha exigência.


O corpo está preparado para eliminar patógenos, invasores e substancias estranhas. Porém, o que fazemos é sobrecarregar essa tarefa ao corpo humano, deixando as outras tarefas, como metabolismo e imunidade, em segundo plano, gerando doenças.


É mais ou menos assim que funciona:


O corpo humano é extensão da natureza, sendo assim, trazemos um código genético que deriva das plantas. O organismo entende que o alimento, feito para manter a espécie viva, também deve derivar do mesmo código genético, ou seja, da terra, também chamados de alimentos de verdade. No momento que você ingere alimentos que são adicionados substancias criadas pelo homem, que não foram oferecidas pela natureza, o corpo não reconhece esses ingredientes como alimento e sim como toxina. Uma vez eles no corpo, a ativação não será de metabolização, digestão e absorção, mas sim de eliminação, detoxificação, inflamação e imunidade contra aquele estranho. Assim, o funcionamento fica desorganizado, altamente e cronicamente inflamado, ativando doenças imunológicas contra si mesmo (auto imune). Faz sentido pra você?


Sobre os alimentos encontrados na natureza, como os metais pesados. O corpo humano consegue elimina-los em quantidades pequenas, porém, o uso pelo homem dessas substancias é em exagero, fazendo-os depositarem no organismo e em alguns casos levando a intoxicação.


Que tal então listar as principais toxinas ingeridas no mundo moderno e tentar reduzi-las? A partir de agora quem escolhe a jornada da sua saúde é você, pois ou você aproveita esse conteúdo e modifica suas escolhas, ou você permanece no ostracismo e na doença.

ALUMÍNIO:

A vida na Terra se desenvolveu em um ambiente rico em alumínio, isso significa que a nossa adaptação ao alumínio ocorreu ao longo do tempo e conviver com doses harmônicas dessa substância não leva ao dano humano.

O problema é presença de altos níveis de alumínio no organismo, que demonstra causar efeitos neurotóxicos, afetar os ossos e, possivelmente, desregular o sistema reprodutor. Quando o alumínio consumido excede a capacidade do organismo de eliminá-lo, o alumínio fica depositado em nosso corpo e pode causar problemas. Suspeita-se que o uma vez que o alumínio se deposita no cérebro, não há outra forma de eliminá-lo.

Certos estudos indicam que pacientes que sofrem de Alzheimer têm volumes anormais de alumínio no tecido cerebral​.

Sintomas do excesso desse mineral:

  • Confusão mental

  • Alteração de Humor,

  • Pânico ou depressão,

  • Letargia,

  • Dificuldade de concentração,

  • Dores musculares.

Como evitar:

  • Não cozinhar em panelas de alumínio

  • Não cozinhar com papel alumínio

  • Usar as panelas de vidro, cerâmica ou inox.

GLUTAMATO MONOSSÓDICO:

O glutamato monossódico, é um aminoácido não essencial encontrado na natureza, ou seja, não precisamos dessa substancia para sobreviver, pois ele não é essencial. Ele também conhecido como glutamato de sódio ou simplesmente ressaltador de sabor é comumente adicionado a muitos alimentos nessa finalidade, de estimular os receptores do tipo umami, que situam-se na língua e ativar sinais nervosos de sabor muito maior do que verdadeiramente é o alimento.

Isso não é bom, pois mascara o verdadeiro sabor dos alimentos, causando dependência, insatisfação com alimento de verdade, além do excesso desse aditivo na corrente sanguínea, nesse caso, o sal de glutamato.


Muitos órgãos, como o órgão responsável pela administração de alimentos e medicamentos dos EUA, o FDA (Agência regulatória para Alimentos, Medicamentos e Cosméticos dos Estados Unidos), classificam o glutamato monossódico em excesso é tóxico, porém nas quantidades oferecidas descrita nos alimentos vendidos, é "seguro".


O que não se calcula, entretanto, é que você não consome um alimento com adição de glutamato monossodico e sim uma infimidade de alimentos com pequenas quantidades dessa substância, e que, ao longo de muito anos, geram a um estrago grande.


Qualquer alimento consumido em excesso pode causar problemas de saúde, mas como o glutamato monossódico pode danificar as suas células, o excesso dele é ainda pior.

Da mesma forma que ocorre com os adoçantes artificiais, ele engana o seu cérebro e faz com que você queira mais e mais deste sabor que lhe satisfaz.


O glutamato monossódico é um ingrediente que deve ser absolutamente evitado.

A maneira mais fácil é comendo comidas preparadas por você mesmo, ou preparadas por um restaurante saudável e que respeita a sua saúde. Se você deixar de consumir enlatados, comidas prontas, congeladas, instantâneas ou em conserva, vai acabar eliminando 99.9% do glutamato monossódico ingerido.

"Você vai comer melhor, sentir-se melhor e viver melhor a cada vez que optar por não comer glutamato monossódico"

Sintomas do excesso desses ingredientes:

  • Inflamação crônica, dores crônicas

  • Dor no peito

  • Náuseas

  • Suor excessivo

  • Dormência na boca e na garganta

  • Palpitações

  • Fadiga

  • Ardor na garganta

  • Dificuldade em respirar

  • Alergias

  • Aumento de peso

  • Estado de estafa menta

Como evitar:

  • Deixar de consumir enlatados, comidas prontas, congeladas, instantâneas ou em conserva;

  • Comer comidas preparadas por você mesmo

ADOÇANTES, CORANTES, AROMATIZANTES, CONSERVANTES

Segue o mesmo princípio do glutamato monossódico e o ideal é retira-los da alimentação. Há artigos provando desenvolvimento de câncer em ratos com uso do adoçantes aspartame, esse achado não foi provado em humanos, até o momento, mesmo assim, após essa associação a molécula aspartame perdeu mercado, dando espaço para venda de outras, também com poucos estudos de segurança em humanos quando a dose é cronicamente usada.

Sintomas do excesso desses ingredientes:

  • Desconhecido

Como evitar:

  • Deixar de consumir enlatados, comidas prontas, congeladas, instantâneas ou em conserva;

  • Comer comidas preparadas por você mesmo

GORDURA HIDROGENADA:

As gorduras encontradas na natureza são as gorduras saturadas e insaturadas e, pasmem, a trans.


Elas se diferenciam entre si pela quantidade e posições moleculares de saturações, ou seja, se diferenciam pela sua apresentação molecular.


O que se observa é que a gordura polinsaturada, muito presente em vegetais como azeite, oleaginosas e abacate, causam melhorias nos perfis lipidícos humanos. Traduzindo, reduz o LDL e aumenta o HDL e, de alguma forma, melhora a inflamação e promove saúde.

A primeira conclusão disso é que o nome gorduras não deve ser assustador, pois sabendo fazer uso de gorduras inteligentes, elas são inclusive, benéficas.


A ingestão de gordura saturadas, encontrada na carne animal e no coco, é uma polêmica. De um lado, médicos alegando riscos, de outro, médicos alegando benefícios. Procure ser moderado, pois entre as classes de gordura há quem cause mais malefícios que essa gordura, como a gordura trans e a hidrogenada. Esse tipo, você tira de vez!


O meu posicionamento é que a gordura saturada também não deve ser vista como algo ruim, se você tem maturidade para não "se entupir" delas. Elas promovem saciedade e há muitos estudos científicos caminhando na comprovação de benefícios a saúde, se ingerido com parcimônia. Acredito que antigamente se comia muita gordura saturada sem moderação, podendo assim, como tudo em excesso, trazer malefícios. Perca o medo da gordura animal e adicione na sua alimentação com moderação.


A gordura trans pode ser encontrada na natureza. Toda gordura trans é ruim, seja da natureza ou da indústria. Nem tudo que está na natureza é bom, pois há venenos na natureza, mas tudo que está na indústria é ruim à saúde.


A gordura trans da natureza é encontrada em alimentos ruminados de ruminantes, claro.

A gordura trans na industria é chamada de gordura hidrogenada. Ambos, seja natural ou não, recebem adição de moléculas de hidrogênio na sua composição e apresentam a caraterística de deixar alimentos por mais tempo conservados, apresentando manutenção do sabor.


Os óleos são colocados em uma câmara com gás hidrogênio com alta pressão e alta temperatura. Os óleos se transformam em uma pasta preta, um plástico, com mau cheiro, que precisa ser alvejada (transformada em sabão) para ficar sem cor e desodorizada para ficar sem cheiro.


A pulo do gato é que a industria chama a gordura hidrogenada deles de gordura vegetal, que de certa forma, não é uma mentira, pois eles adicionam hidrogênios para aquela gordura, que antes era boa, transformando em algo que seu corpo humano nem reconhece como alimento. Não deixa de ser meia verdade, o que eles falam. Aí o consumidor, acha que está adquirindo uma gordura saudável, vegetal, esquece que está consumindo algo que seu corpo não promove o processo de digestão.. desencadeia a sistema de detoxificação e excreção. O consumo de gordura trans causa comprovadamente danos à saúde humana.

"As pessoas pensam que estão consumindo algo saudável e é justamente o contrário, [e plastico e sabão."

Sintomas do excesso de Gordura Hidrogenada:

  • Pouco divulgado em artigos, porém reduz expectativa de vida e acelera processo de doenças.

Onde encontrar Gordura Hidrogenada?

  • Biscoitos e Chips;

  • Tortas e bolos prontos e semi-prontos;

  • Pães;

  • Sorvete;

  • Chocolate: inclusive os diets;

  • Leites prontos;

  • Margarina;

  • Fast-food: usam essa gordura para todas as frituras porque ficam crocantes;

  • Requeijão;

  • Pipoca de microondas;

  • Temperos prontos.

Como evitar ingestão de Gordura Hidrogenada:

  • Deixar de consumir enlatados, comidas prontas, congeladas, fast foods, instantâneas ou em conserva;

  • Você os evita Comendo comidas preparadas por você mesmo

TABAGISMO:


O tabagismo é a unica droga liberada no mundo que leva a morte. Mais triste ainda é saber que o Brasil encontra-se em oitavo lugar no ranking mundial em número de fumantes, atingindo cerca de 12% dos homens brasileiros, 8% das mulheres brasileiras, e ainda todos os que fumam "por tabela".


Os malefícios são resultados da ação da nicotina, do monóxido de carbono e das substâncias vindas da queima do papel que atingem a corrente sanguínea causando intoxicação. Na fumaça também contem substancias radioativas (polônio 210 e cádmio), encontrado em bateria de carros, que atingem o corpo humano causando efeitos deletérios.

Sintomas do excesso desses ingredientes:

  • náusea,

  • desconforto geral,

  • mal estar,

  • ânsia de vômito,

  • dor de cabeça,

  • irritabilidade,

  • cansaço,

  • garganta seca,

  • impotência sexual e redução de libido.

Como evitar:

  • Não fumar

  • Se fuma; procure uma equipe especializada para ajudar no tratamento para eliminação do vício do cigarro.

Fique atento também a outras toxinas citadas abaixo que deixo para discutir em artigos posteriores.

HORMÔNIOS e ANTIBIÓTICOS RICA NA CARNE ANIMAL, PORÉM PRESENTE NA ÁGUA E IRRIGAÇÃO DE ALIMENTOS

POEIRA


Como evitar:


  • Mantenha o quarto sempre arejado abrindo as janelas nos períodos de sol para evitar o acúmulo de umidade;

  • Forre colchão, travesseiros e almofadas com uma capa impermeável;

  • Lave e troque fronhas, lençóis, toalhas com bastante frequência;

  • Antes de dormir, utilize umidificador no quarto por uma hora.


Espero que tenham gostado dessas informações que trago para vocês. Não deixem de compartilha esse link para quem precisa acordar e entender os maus hábitos que a própria pessoa está se causando. Eu espero mais ainda, espero poder orientar, através das redes sociais, a ter mais saúde, através de hábitos alimentares melhores.

E lembre-se: quando só eu sabia dessas informações a responsabilidade da sua saúde era minha, agora que você recebeu e entendeu, a responsabilidade agora é nossa. Seja responsável pela saúde só outro e faça como eu, compartilhe conhecimento e influencie pessoas a serem melhores.


Beijos e fiquem em paz

Dra Lia Lima

Se você

Para mais

informações

Agende uma

Consulta!

Últimas Postagens

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Uma atuante no metabolismo funcional e low carb que tem o objetivo de utilizar e agregar a tecnologia como complemento do tratamento de pacientes com distúrbios metabólicos, prestar informações relevantes sobre as doenças metabólicas e propiciar um meio para compartilhamento de experiências no enfrentamento dessas doenças e incentiva-los na busca de qualidade de vida!

Dra Lia Lima

CLÍNICA

Edifício Bacelar Work Center, 
R. Dr. Bacelar, 368 - Vl Clementino, Cj 51
São Paulo - SP, 04026-001

WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.26
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.25
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.46
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.47
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.48
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.45
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44

Dra. Lia Lima -  Todos os direitos reservados. © 2016 

Tel.: (11) 3181-8283

(11) 97577-9922 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle