Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

Como Tratar Agora a Fadiga Adrenal. Dra Lia Lima Explica

FADIGA ADRENAL - tudo no vídeo abaixo

CONCEITO


Fadiga adrenal é termo que alguns médicos têm utilizado na condição da baixa produção de hormônios derivados da glândula adrenal como resposta ao estresse crônico. Eles alegam que a glândula adrenal responde ao estresse agudo com aumento de produção de vários hormônios dessa glândula, sendo que com o estimulo ao estresse de forma continuada a glândula entra em estafa e reduz sua produtividade.


Leia melhor sobre a fisiologia da doença nessa postagem aqui


ENTENDA O CONFLITO NA MEDICINA


Sabe-se que existe uma doença auto-imune (imunidade – formação de anticorpos contra as próprias adrenais), na qual atinge essa glândula levando a não produção dos seus hormônios, gerando sintomas semelhante a fadiga adrenal porem com intensidade muito maior, sendo uma doença mais grave e muito rara.


Alguns grupos de médicos acreditam que a fadiga adrenal é um tipo leve e não autoimune de insuficiência adrenal (ou doença de Adisson).

O importante é que, diante da apresentação dos sintomas, doenças como insuficiência adrenal e fadiga deveriam ser investigadas.

SINTOMAS DE FADIGA ADRENAL


Muito provavelmente você lerá os itens abaixo relacionados a sintomas de fadiga adrenal e vai ter o insight abaixo:


“Essa sou eu!”


Precisamos lembrar que a fadiga adrenal é uma doença relacionada ao stress, no qual, no mundo moderno quem não sofre de estresse e sobrecarga é a exceção. De forma que nem todas as pessoas que manifestam sintomas de stress apresentam sobrecarga ou exaustão das adrenais.


ATENÇÃO: Se você sente alguns dos sintomas abaixo o ideal é iniciar as orientações de mudança de estilo de vida e se não houver melhora, procurar um médico.


PRINCIPAIS SINTOMAS


Os sintomas mais comuns da fadiga adrenal podem incluir:

  • Cansaço entre 9-10 horas da manhã, mas resiste em ir para a cama;

  • Necessidade de café ou estimulantes para começar o trabalho pela manhã;

  • Ânsia por salgados, gordura e alimentos com alta proteína, como carne e queijo;

  • Aumento dos sintomas da TPM nas mulheres; e menstruação mais intensa;

  • Dor na parte superior das costas ou no pescoço, sem razão aparente;

  • Sente-se muito melhor quando o estresse é aliviado, como em período de férias prolongado;

  • Dificuldades em acordar pela manhã;

  • Episódios recorrentes de confusão mental associado a tonteira;

  • Tendência a ganhar peso e não perdê-lo, especialmente em torno da cintura; ou mesmo perda rápida de peso.

  • A alta frequência de contrair a gripe e outras doenças respiratórias e os sintomas tendem a durar mais do que usual;

  • Tendência a tremer quando está sob stress e pressão;

  • Redução do desejo sexual;

  • Tonturas ao levantar de uma posição horizontal;

  • Tendência a pressão baixa;

  • Falta de energia no período da manhã e à tarde, entre 3 a 5 horas;

  • Sentir-se melhor, por um breve período, depois de uma refeição;

  • Aparecimento de lesões alérgicas e auto-imunes na pele como eczemas, urticária, psoríase e etc;

  • Taquicardia sem causa aparente.

  • Cansaço excessivo;

  • Dor no corpo todo;

  • Negatividade e ofuscação

  • Apatia e desânimo

  • Insônia

  • Desordens digestivas como SIBO (leia mais aqui sobre essa doença)