Blog

SAÚDE E BEM-ESTAR

Assine gratuitamente para receber dicas, atualizações e outros materiais.

Veja também...

Consuma Arroz Vermelho e Reduza seu Colesterol


O COLESTEROL É UM GRANDE VILÃO?


Gosto sempre de escrever sobre o colesterol, pois ele é um assunto que sempre está em alta e, muitas vezes polêmico. Crescemos em uma geração que teme o colesterol, sem saber qual a real função necessária ou desnecessária à sua vida.


O colesterol é conhecido como uma molécula de gordura. É como se os valores dosados no exame de sangue de colesterol são diretamente proporcionais a sua taxa de gordura no corpo.

Se você vê na imagem, a estrutura do colesterol existe com a união de um ácido graxo (que é uma gordura), uma glicose (que é um açúcar) e um aminoácido (que é a menor estrutura das proteínas).


Dessa forma, o colesterol é uma molécula complexa (um mix de nutrientes) e não está somente ligada ao aumento de gorduras, concorda? Ele pode aumentar, se sua taxa de açúcar também aumentar, concorda?





Tem mais uma informação, muito importante de tomar nota, o real medo do colesterol é o seu excesso, mas as pessoas têm pânico de colesterol independente de quanto ela possui ou não.




Os valores limites de colesterol já foram bem mais elevados do que os valores atuais e somente com o tempo, que as escolas associadas aos estudos das gorduras vêm descobrindo novos valores de normalidade do colesterol total e dos seus subtipos. O fato é que sabemos ainda muito pouco sobre as gorduras, pois da mesma forma que excesso de colesterol do subtipo LDL (Low Density Lipoprotein) é ruim, a redução do subtipo HDL (High Density Lipoprotein) também é ruim. Sabemos que existem algumas gorduras benéficas, inclusive, como o ômega 3,6,7,e 9 mas que precisam ser ingeridas em uma relação específica para que faça o organismo funcionar da melhor forma.


Resumindo I:


1- O colesterol não está somente ligado às gorduras.



2- É o excesso de colesterol, especificamente, o excesso de LDL que PODE não ser bom.


3- É a falta de colesterol total, especificamente o HDL, que geralmente é ruim!


4- A única gordura comprovadamente ruim é a gordura que não existe na natureza, que é a gordura hidrogenada, a gordura trans.


Gorduras encontradas na natureza são chamadas de gorduras essenciais, por que o ser humano não é capaz de produzir e eles são essenciais à vida, de forma que o homem necessita consumi-los em uma proporção específica.


5- Como tudo na medicina é na medida certa: nem muito, mas nem pouco de colesterol. Sem colesterol não há vida! Então vamos mudar o conceito de colesterol vilão para colesterol mocinho.



'"Quer reduzir seu colesterol? Reduza o excesso de carboidrato da sua alimentação. Glicose sobrando, estimula a formação de moléculas de colesterol!"

O COLESTEROL É VIDA!


O colesterol participa de inúmeras funções no organismo humano. Você pode observar nas imagens que se seguem que o colesterol é a estrutura inicial para se transformar nos hormônios sexuais, na vitamina D, nos corticoides naturais e mineralocorticoides naturais.


Ainda mais, ele faz parte da estrutura de proteção de todos os neurônios do corpo, ele reveste parte do neurônio e permite que as informações neurológicas fluam corretamente.


O colesterol é parte do suco biliar, a bile, que promove a digestão alimentar e auxilia na absorção de vitaminas como A,D,E e K.


É através do colesterol que todas as células humanas existem, pois o colesterol participa da formação da camada de proteção das células chamada de membrana celular.


Entenderam que não ter colesterol é não ter vida? Não se deve temer ao colesterol, e caso haja sua redução extrema, obviamente haverá má digestão, esquecimento, falta de concentração, queda de libido e vigor, alterações do ciclo menstrual, infertilidade, redução da imunidade, entre outros. Óbvio, sem colesterol não se forma a quantidade necessária de hormônios sexuais, corticoides, reduz proteção neurológica e biliar, levando as consequências citadas.


Agora, é óbvio também, que o excesso de colesterol, especialmente do tipo LDL, leva a "entupimento" dos vasos sanguíneos, por participar de um mecanismo que forma placas de ateromas. O LDL-colesterol tem baixa solubilidade, dissolve pouco no sangue, assim tem maior facilidade de se depositar no interior dos vasos.


Existem várias causas para formação de placa de ateromas, entre eles a inflamação e não necessariamente ter aumento de LDL. Precisa saber se, junto ao aumento do LDL-colesterol há também sedentarismo, hipertensão, obesidade, tabagismo, diabetes, boa alimentação, alcoolismo, entre outros indicativos que levam em conjunto à formação de placas, que levam anos para se formarem e entupir os vasos, podendo, em consequência, gerar isquemia ou hemorragia vascular, que é a grande causa de morte no mundo.



Resumo II:




1- O colesterol é essencial à vida. Sem ele não há realização de inúmeras atividades do corpo humano.



2- Proporcionar a redução de placas de gorduras no interior do vaso não se deve levar em conta apenas o LDL-colesterol e sim aos hábitos, histórico e doenças do indivíduo como um todo.






'"Quer reduzir seu colesterol?

Realize exercícios físicos, pois ele reduz a inflamação, primeiro causador de formar placas de gorduras!"


Tem E-book Completo sobre os Colesterois e a Doença do Seu Excesso, a Dislipidemia! Baixe Gratuitamente Aqui

AS ESTATINAS COMO MEDICAÇÃO PARA REDUÇÃO DE COLESTEROL.


As estatinas são medicações que foram descobertas cuja grande finalidade era a redução dos colesterois.


Existem vários tipos de estatinas e cada uma delas tem uma potencia diferente da outras, além de efeitos colaterais diferentes. É comum as pessoas que fazem uso de estatina trocar de marca, inclusive de substância, acreditando que trata-se da mesma molécula, o que não é verdade.





Nunca mude de medicação por orientação de amigos ou farmacêuticos, sempre, sempre consulte seu médico prescritor antes de mudar de medicação ou suspendê-la.







O grupo de medicações estatinas são drogas bastante eficazes na redução do colesterol total e suas frações. No entanto, são também medicações muito tóxicas ao fígado e que só devem ser indicadas em caso de real necessidade de uso. Assunto que deve ser discutido com seu médico.


Entre os efeitos aversos mais comuns entre essa classe de medicação são as dores musculares e aumento do CPK, característica das moléculas de estatinas, mas também há outros efeitos como a falta de libido, indisposição, cansaço, fraqueza, atraso de memória, todos secundários à redução extrema do colesterol.

O PULO DO GATO


Estudando sobre as estatinas, que fui informada que a molécula de uma delas é formada através do arroz vermelho...


Como assim? Somos ensinados a prescrever uma droga que vem de um alimento que pode ser consumido?


Entendo que há casos que se faz necessário uso de drogas para tratamento de doenças, mas a alimentação bem orientada pode ajudar e muito, na redução de consumo de medicações, concordam?

Então, se você tem colesterol aumentado, que tal ajustar sua alimentação com algo que pode te ajudar?

O ARROZ VERMELHO PARA QUEM PRECISA!


O arroz vermelho ajuda a diminuir o colesterol, mas ele tem outros benefícios também! Ele ajuda no processo de emagrecimento, também ajuda pacientes que tem anemia e ajuda a diminuir o risco de câncer. Entenda por que.


O fato dele possuir a cor vermelha é que contribui para melhora da anemia, por que nele há antocianinas, que estão presentes nos alimentos avermelhados e arroxeados, e age como se fosse um detergente, permitindo eliminar gordura da alimentação.


Além disso ele tem um alto teor de fibras, esse alto teor de fibras está relacionado com a melhora do funcionamento do intestino e com a diminuição do colesterol, porque quando consumimos bastante fibras ocorre redução da absorção de gordura e carboidratos.


Um dos alimentos que pode estar ajudando a diminuir o colesterol é o arroz vermelho, mas fora o arroz vermelho existem outros alimentos que podem estar ajudando, como por exemplo: ômega 3 e chá de berinjela.

O ARROZ VERMELHO E A LOW CARB

Não podemos nos esquecer que arroz é um alimento rico em carboidratos. No entanto, seu carboidrato é do tipo complexo, que seria de uma qualidade melhor por não causar tanto pico de insulina. O que geraria elevado pico de insulina seria quando se consome arroz em elevada quantidade. Então o segredo é consumir o arroz vermelho cerca de 1 a 2 colheres de sopa, uma vez ao dia. Ainda, só inclua o arroz vermelho na sua alimentação se seus colesterois são aumentados, caso não, esse alimento não se torna funcional pra você. Busque outros alimentos que ajuste o seus distúrbios.



Espero que tenham gostado, comentem e compartilhem com aquela pessoa que mais precisa!

Fiquem com Deus,


Beijos


Referência:

http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=4944


Para mais

informações

Agende uma

Consulta!

Últimas Postagens

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Uma atuante no metabolismo funcional e low carb que tem o objetivo de utilizar e agregar a tecnologia como complemento do tratamento de pacientes com distúrbios metabólicos, prestar informações relevantes sobre as doenças metabólicas e propiciar um meio para compartilhamento de experiências no enfrentamento dessas doenças e incentiva-los na busca de qualidade de vida!

Dra Lia Lima

CLÍNICA

Edifício Bacelar Work Center, 
R. Dr. Bacelar, 368 - Vl Clementino, Cj 51
São Paulo - SP, 04026-001

WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.26
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15.25
WhatsApp Image 2018-07-27 at 12.15
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.46
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.47
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.48
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44.45
WhatsApp Image 2018-07-27 at 11.44

Dra. Lia Lima -  Todos os direitos reservados. © 2016 

Tel.: (11) 3181-8283

(11) 97577-9922 

  • YouTube - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle